Blog deFilipa Vicente

Nutricionista · 1369N

Eat, live, perform, sleep

Contactar

Estrutura de um plano alimentar

sexta-feira, 03 de julho de 2020

A 1ª Consulta de Nutrição permite a recolha de informação relativa a: 

- Estado nutricional 

- Hábitos alimentares 

- Motivos da consulta e objetivos a curto e longo prazo 

- Necessidades nutricionais específicas para a intervenção


Nesse sentido, o Nutricionista desenha a intervenção nutricional mais adequada face a estas variáveis. Pode ser:

- um plano alimentar completamente detalhado (horas, alimentos, porções) 

ou - uma estratégia de aconselhamento específica (não é um plano alimentar completo) 


O plano alimentar tem informações muito específicas relativamente a: 

- Alimentos (escolhas mais ou menos específicas consoante o caso) - não tem de nem deve incluir marcas mas sim o "tipo" ou categoria do alimento

- Porções (em quantidade e em porções) - a quantificação do alimento é DETERMINANTE 

- Horários - não tem de ser cumprido ao minuto mas sim uma referência no dia alimentar do indivíduo 


Nas consultas de seguimento é feita uma avaliação do estado nutricional e do progresso assim como da adesão ao plano e são feitas as mudanças necessárias (e se necessárias) do ponto de vista quantitativo e introdução de variedade.

O plano não vai mudar do 8 para o 80 entre consultas, quanto mais consistente for nos hábitos, nas rotinas e nas escolhas, melhores resultados vai ter e isso é difícil se está sempre a mudar rotinas. O que normalmente muda? 

- As porções, em função do seu progresso 

- A introdução de opções diferentes face aos seus desafios em cumprir o plano, por exemplo se mudou os seus horários


Um plano não é uma dieta, não deve encarar como tal e por isso "parar porque agora não está a fazer as coisas". O plano alimentar base pode e DEVE ser seguido mesmo quando deixa de ter acompanhamento. Não vai estragar o seu carro só porque não vai à oficina... 

O acompanhamento é essencial para que possa fazer cada vez melhor, face a novos desafios, aperfeiçoar as variáveis (suplementos, escolhas específicas, periodização) e claro, quando quer aprender porque pode esclarecer as suas dúvidas. Mas se não pode investir, pelo menos faça a sua parte: mantenha os bons hábitos aprendidos até então. 


Como qualquer nutricionista trabalho com base na evidência científica. Ainda que as pessoas não sejam artigos científicos, é necessário ter em conta que esta é uma premissa essencial num trabalho sério. Saúde não é negócio! 

Atinja os seus objetivos com o melhor acompanhamento!
Filipa Vicente
Filipa Vicente
Nutricionista · 1369N
Eat, live, perform, sleep
Contactar